Como ganhar dinheiro com Linux (parte 16): alguns novos modelos de negócios

Avatares de vendedores reais

Pois a IBM abriu em 2007 uma loja virtual no mundo virtual de Second Life para atender clientes reais através de avatares de vendedores reais, para fazer vendas reais de produdos e serviços reais.

Note que não é um programa automatizado.

São vendedores reais interagindo com os clientes através de avatares. Do vendedor e do cliente.

Quem não inova, fica para trás e tem de processar e ameaçar os próprios clientes.

Por quê ?

Será que funciona ameaçar os próprios clientes?

Competência central X Proposta de valor central

Um interessante artigo aqui ajuda a entender melhor esses aspectos do negócio.

sua competência central (sua habilidade, recurso, capital) é o que viabiliza a proposta de valor central para seu cliente.

E sua competência central pode mudar ao longo do tempo, para manter a proposta de valor central ao seu cliente., frente as movimentações da concorrência.

Importante é conseguir ter sempre uma competência central difícil de imitar para ter uma proposta de valor central também difícil de imitar.

Algumas empresas formam um ecosistema em torno de si e seus produtos e serviços.

E aqui está um mote do software livre.

Software é serviço e serviço é mais difícil de imitar.

Não se pirateiam serviços, fabricando "caixinhas de serviços" aos milhões em algum lugar da China ou ìndia.

Não satisfatóriamente, ao menos.

Quando uma empresa de software decide liberar seu programa em código livre, já tem de estar pronta para mudar sua competência central para ter ou manter uma proposta de valor central ao cliente.

A maioria busca formar um ecossistema em torno de si, mas sem planejamento.

Então, estude os casos de sucesso e planeje como fomentar seu ecossistema.

Como em todo ecossistema, alguém está no topo da pirâmide e sua empresa tem de usar a oportunidade privilegiada.

VA Software deixa de vender softwares e agora presta serviços pela web.

A VA Software vendeu sua unidade de negócios de software colaborativo para desenvolvimento distribuído em corporações.

Passou a se chamar oficialmente SourceForge .

A empresa é proprietária dos sites SourceForge.net , SlashDot , Thinkgeek , FreshMeat e Linux.com , IT Managers Journal , NewsForge entre outros.

Agora focará em prestar serviços através da internet, monetizando através de anúncios e vendas de gadgets, por exemplo, e acesso restrito a grupos nos sites (como desenvolvimento distribuido de código fechado usando a infraestrutura do SF.net .

Importante aqui é o fato da empresa se reinventar quando percebe que um modelo de negócios não está dando o resultado esperado ou atingiu o fim de ciclo de negócio natural.

A VA Research surgiu em 1993, vendeu computadores, depois computadores com Linux, depois computadores com Linux próprio, depois abandonou o Linux próprio, depois abandonou o negócio de computadores, depois criou o SourceForge.net em código aberto, depois fechou o código, depois começou a comprar outros sites, e agora esta recente adaptação.

Adaptação.

Evolução.

Será que o novo modelo funcionará?

Bem, o Google presta vários serviços custeados por anúncios e vai muito bem obrigado.