Como instalar Oracle Client no Debian e Ubuntu

Este documento foi elaborado pela equipe de DBA projetistas da SUPDE de Porto Alegre e visa, tão somente, facilitar a configuração do acesso a bancos de dados Oracle em máquinas Linux.

Nas estações de trabalho com linux (ubuntu), tem sido padronizado o uso da máquina virtual Windows (VmWare) para realizar conexões aos bancos de dados Oracle, ferramentas Oracle Forms/Reports e também execução de scripts SQL.

Apesar disso, há também uma forma mais otimizada e direta de realizar o acesso aos bancos de dados e realizar trabalhos com os mesmos.

Esta alternativa é obtida ao instalar os componentes de software básicos de cliente do Oracle diretamente no ambiente Linux. O resumo a seguir demonstra os passos necessários para a instalação deste cliente Oracle no Linux.

1.Instalar, com o utilitário Synaptic, o pacote "libaio1"

2. Ainda com o Synaptic, instalar se necessário o pacote "tofrodos".

Este pacote fornece o comando dos2unix que é útil para converter arquivos do formato DOS/Windows para o formato Unix. Isto pode ser útil ao converter os arquivos tnsnames.ora e sqlnet.ora para o formato texto do Unix.

3. Obter o arquivo linux_x86_11gR1_client.zip do site de downloads da Oracle.

Será necessário informar sua conta no site da Oracle, antes de realizar o download aqui.

4.Descompactar o arquivo linux_x86_11gR1_client.zip. Com a descompactação do arquivo, será criado um diretório client, que contém o executável instalador.

5.Entre no diretório client. Dentro deste diretório, há um arquivo runInstaller. Para este arquivo, redefina a propriedade para arquivo executável (linha de comando: chmod 770 runInstaller).

6.Depois disso, é necessário executá-lo com o seu usuário:

6.1.Pelo terminal como usuário "cpf", digitar

./runInstaller

6.2.Neste ponto, o instalador irá identificar se já existem outros produtos da Oracle instalados no computador. Clicar no botão "Next" ("Próximo")

6.3.Deixar as opções "caminho completo do inventário do diretório" e "Grupo do Sistema Operacional" conforme sugerido pela instalação.

7.Deverá ser modificado o campo ORACLE BASE para: /home/cpf/oracle

7.1.A localização do software ficará da seguinte forma:

Nome: OraClient11g_home1
Caminho: /home/cpf/oracle/product/11.1.0/client_1

8.Selecionar a opção “Administrador” no caso de desejar utilizar utilitários como "exp", "imp", "sqldr", "tnsping". Selecionar a opção “Runtime” se precisar das bibliotecas Oracle para desenvolvimento, ou apenas optar por “InstantClient” se deseja apenas conectar aos bancos via utilitário SqlPlus e ter a capacidade de executar comandos SQL por este utilitário.

9.O instalador irá pedir para executar dois comandos como usuário root. Para isto, será necessário abrir uma janela de terminal no linux e mudar para o usuário root:

9.1.

su serpro

(Será requisitada a senha do usuário serpro e o usuário corrente passará para serpro)

9.2.

sudo su

(O usuário corrente passará para root)

9.3.Depois, é copiar os dois comandos da janela do instalador do cliente Oracle para o terminal unix e executá-los, um após o outro.

10.Na opção "Enter the full pathname of the local bin directory: [/usr/local/bin]: " pode se deixar esta definição padrão.

11.Terminada a instalação dos pacotes, é preciso copiar os arquivos tnsnames.ora e sqlnet.ora para o diretório /home/cpf/oracle/product/11.1.0/client_1/network/admin

11.1.Caso estes arquivos tenham sido copiados de uma instalação Windows, é necessário executar, no diretório em que foram copiados os arquivos, os comandos:

dos2unix tnsnames.ora
dos2unix sqlnet.ora

12.Para facilitar o acesso em executar o utilitário sqlplus e demais utilitários, é preciso modificar o /etc/profile, adicionando as seguintes linhas ao final:

export ORACLE_HOME=/home/cpf/oracle/product/11.1.0/client_1
export ORACLE_OWNER=cpf
export TNS_ADMIN=$ORACLE_HOME/network/admin
export NLS_LANG="portuguese_brazil.we8iso8859p1"
export LD_LIBRARY_PATH=$LD_LIBRARY_PATH:$PATH:$ORACLE_HOME:$ORACLE_HOME/lib
export PATH=$ORACLE_HOME/bin:$PATH:$LD_LIBRARY_PATH

OBS.: cpf deverá ser seu CPF usado como usuário de logon da sua estação linux.

13.Para testar a instalação e configurações, basta fechar a sessão de usuário do linux e realizar o logon, novamente.