Palestra Projeto Debian para tomadores de decisão governamentais

O que você ganha?
O que sua organização ganha?
O que suas equipes ganham?
O que muda na negociação e relação comercial para você ou sua organização? O que fazer quanto a isso? Existem boas soluções.
Perguntas e respostas.

Esta palestra foi transmitida dia 18 abril 2011 via internet aberta.

Promovida pelo Comitê de Implementação de Software Livre no Governo Federal (CISL) e transmitida a partir do auditório do SERPRO em Porto Alegre, aberta ao público.

Assista a gravação da palestra no youtube ou no  seguinte link.

Depois da palestra, recebi a informação de que existe uma formatação jurídica para compras coletivas de instituições governamentais.

É a licitação na modalidade de registro de preços. É algo como pré-licitar, sem pré-definir exatamente datas e quantidades de entrega, podendo adicionar instituições após o início do prazo de 1 ano de validade. Participe das reuniões do CISL para formatarem boas licitações em grupo.

Avalie juridicamente a realização de algo equivalente em âmbito estadual e municipal.

Vale lembrar que existe o Linux Driver Project, onde um time de 400 desenvolvedores cria drivers LinuxGRATUITAMENTE para empresas de hardware. Se necessário, as informações técnicas fornecidas podem ser apresentadas sob um acordo sigiloso NDA, mas o driver resultante será lançado em licença GPL.

No Paraná, o Centro de Computação Científica e Software Livre da UFPR já implantou, e documentou como fazer, várias instalações geograficamente distribuidas com Debian GNU/Linux. São mais de 44 mil postos/assentos instalados contando apenas o tipo multiseat. Há ainda instalações com os desktops "normais".

Atualização 07 maio 2011: Site oficial do Núcleo de Contratações Conjuntas da SLTI

A Secretaria de Logísitica e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento do Governo Federal do Brasil lançou o site oficial do Núcleo de Contratações Conjuntas (modalidade registro de preços)com todas as orientações e documentação para formatar coletivamente especificações de licitações futuras.

Ali as entidades governamentais poderão ver os contratos já com preços registrados para poderem participar, poderão conhecer a legislação pertinente, e poderão participar das reuniões de formatação das próximas, obtendo compatibilidade, economia e agilidade nas "compras coletivas".

Já publicou o Manual de Contratação de Serviços de TI (link alternativo 1link alternativo 2).

Atualização 09 maio 2011: Treinamentos em softwares livres, ata de registro de preços do Exército Brasileiro, aberta a adesões de órgãos públicos.

O Exército Brasileiro realizou uma Ata de Registro de Preços para treinamento em softwares livres que tem validade até julho de 2011.
A empresa ganhadora publica uma lista dos cursos e preços por pessoa em turmas de 10 alunos e alguns de 3 alunos.